Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Vídeos

INSIDE #24: Finalmente, Selma Uamusse! Uma aguardada estreia com Moçambique na alma [VÍDEO]

Cantora nos Wraygunn e uma das vozes que acompanharam Rodrigo Leão, a artista mostra-nos o seu primeiro álbum, “Mati”, no lugar onde as canções cresceram: a sala de ensaio. Uma atuação que pode ver aqui

Selma Uamusse começou por se fazer notar nos Wraygunn, de Paulo Furtado. Depois de participar numa digressão de Rodrigo Leão e de colaborar com Throes+The Shine, Moullinex, Medeiros/Lucas, Joana Barra Vaz e Octa Push, regressa às suas raízes moçambicanas.

"Mati", o seu primeiro álbum, culmina um longo período de maturação, através do qual Selma (re)encontrou a sua pátria física e espiritual, e pô-la em contacto com a sua própria bagagem. "Foi só em 2012 que decidi que ia trabalhar para ter uma carreira a solo. Vinha do gospel, andava a estudar e a cantar jazz, tinha passado pelo rock, e tinha uma série de influências - do funk à soul - que me permitiam ter um leque muito diversificado. Fui desafiada para trazer tudo isso para uma consciência da minha identidade como moçambicana. Trabalhei para encontrar uma sonoridade na qual me sentisse sincera, sinceramente moçambicana, mas sinceramente influenciada por tudo o que é a minha educação em Portugal e a minha educação musical".

Para o INSIDE da BLITZ, Selma e a sua banda interpretaram 'Mozambique' e 'Mati', o tema título do álbum.