Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Ornatos Violeta: discos re-editados em dezembro com CD de inéditos e raridades; vinis em 2012 (at.)

Cão! e O Monstro Precisa de Amigos de volta nas lojas, numa altura em que se cumprem 20 anos sobre a criação da banda do Porto, diz a Lusa. Vinis também a caminho. Veja aqui a capa e o alinhamento.

Os dois álbuns dos Ornatos Violeta, Cão! e O Monstro Precisa de Amigos, vão ser re-editados ainda este ano. Segundo notícia da Lusa, a 5 de dezembro chegam às lojas as re-edições daqueles discos, numa caixa especial com um CD com inéditos e raridades. Deste terceiro disco constarão temas incluídos em compilações e canções nunca editadas. Em 1998, os Ornatos Violeta gravaram este Tempo de Nascer para a compilação Tejo Beat.
Veja aqui a capa da caixa dos Ornatos Violeta e o alinhamento do terceiro disco:

1. Dez Lamúrias por Gole (1995) 2. Tempo de Nascer (da compilação Tejo Beat, de 1998) 3. Circo de Feras (do disco de homenagem aos Xutos & Pontapés) 4. Marta (lado B do single "Chaga") 5. Como Afundar (inédito apresentado ao vivo após o segundo álbum e gravado em 1999) 6. Há-de Encarnar (inédito apresentado ao vivo após o segundo álbum e gravado em 1999) 7. Devagar (inédito apresentado ao vivo após o segundo álbum e gravado em 1999) 8. Rio de Raiva (gravado em 1999) 9. Pára-me Agora (gravado em 2001) Entretanto, em fevereiro de 2012 Cão! e O Monstro Precisa de Amigos serão editados pela primeira vez em vinil. Segundo a Rastilho, que em parceria com a Universal é responsável por estes lançamentos, estas serão edições numeradas e limitadas a 300 exemplares cada. O disco de raridades e inéditos não será, por enquanto, editado em vinil. (atualizado) Formados em 1991, os Ornatos Violeta impuseram-se ao longo dessa década, com os álbuns Cão! (1997) e O Monstro Precisa de Amigos (1999). Em 2002, separaram-se, envolvendo-se o vocalista e o guitarrista Manuel Cruz e Peixe na banda Pluto, cujo único disco, Bom Dia, saiu em 2004.
Desde então, Manel Cruz dedicou-se ao projeto Foge Foge Bandido e Peixe às bandas DEP e Zelig. Quanto ao baixista Nuno Prata, tem dois discos a solo: Todos os Dias Fossem Estes/Outros e Deve Haver.