Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Márcia edita Casulo hoje: "Ninguém consegue fazer canções bonitas se não tiver a renda paga"

Depois do sucesso de "A Pele que Há em Mim", dueto com JP Simões, artista regressa com um álbum "político" à sua maneira. Concerto de apresentação é terça-feira no cinema São Jorge, em Lisboa.

Márcia edita hoje Casulo, o segundo álbum de originais. O registo, que tem "Deixa-me Ir" como primeiro single, é "político no sentido interno", confessou a artista em entrevista à BLITZ, porque "ninguém consegue fazer canções bonitas se não tiver a paz de ter a renda paga".

Na mesma entrevista, que poderá ser lida na íntegra na edição de junho da BLITZ (nas bancas no final de maio), Márcia explica também: "não me vão deitar abaixo a toda a hora. Por isso, sim, é um disco político, mas não um disco com um hino popular, de resistência, para as pessoas irem cantar. Não faço isso, não sei fazer isso".

Casulo é apresentado ao público lisboeta com um concerto no cinema São Jorge na terça-feira (14 de maio). O espetáculo tem início às 21h00 e os bilhetes estão à venda nos locais habituais por 10,00 euros. Samuel Úria e Celina da Piedade serão os convidados especiais da noite. Veja abaixo o teledisco de "Deixa-me Ir".