Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Eminem

Mãe de rapariga que morreu no atentado de Manchester revoltada com Eminem

“É um ser humano abjeto”

A mãe de umas vítimas do atentado de Manchester, ocorrido à saída de um concerto de Ariana Grande em maio de 2017, mostrou-se revoltada para com o rapper Eminem.

O músico partilhou esta semana um novo freestyle, 'Kick Off', no qual faz referência ao atentado: Like an Islamic regime, a jihadist extreme radical / Suicide bomber that’s seeing / Ariana Grande sing her last song of the evening / And as the audience from the damn concert is leaving / Detonates the device strapped to his abdominal region/ I’m not gonna finish that for obvious reasons, canta.

Estes versos não caíram bem junto de Charlotte Hodgson, mãe de Olivia Campbell-Hardy, de 15 anos, que morreu no atentado. "Nunca pensei que alguém nos pudesse desrespeitar desta forma", afirmou ao jornal Manchester Evening News.

"É abjeto, e ele é um ser humano abjeto. Porque é que alguém se haveria de comparar a um jihadista ou a um bombista? Acho que ele precisa de ajuda se se vê assim".

Ouça aqui 'Kick Off':