Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Fyre Festival

Fundador do festival mais catastrófico de sempre pede finalmente desculpas: “Tomei as decisões erradas”

O Fyre Festival prometia o luxo, mas à chegada os festivaleiros encontraram apenas miséria

Billy McFarland, organizador do Fyre Festival - um dos mais desastrosos de sempre -, pediu desculpas públicas após ter sido condenado a seis anos de prisão por fraude.

Recorde-se que o festival, que deveria ter acontecido em abril e maio de 2017, foi vendido como um evento de luxo, nas Baamas, com vários DJs e bandas de renome, mas acabou por se revelar um fiasco.

À chegada à ilha, os festivaleiros encontraram apenas tendas, comida de piquenique e nada de música; muitos ficaram, até, ali retidos até serem salvos pelas autoridades.

Em declarações à revista 'People', McFarland, de 26 anos, afirma que sofre "diariamente na prisão" pelas suas ações. "Peço imensa desculpa pelo que fiz. Irei redimir-me perante a minha família, os meus amigos, os meus sócios e o público", afirmou.

"Sempre procurei e sonhei conseguir coisas incríveis, mas tomei decisões erradas e imaturas pelo caminho. Tenho sofrido diariamente na prisão e continuarei a sofrer até que me consiga redimir através de gestos e ações que a sociedade encare como respeitáveis", continuou.

O Fyre Festival gerou, ao longo dos últimos tempos, vários vídeos de paródia. Veja aqui um deles: