Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Jack White desiludido com episódio homofóbico num dos seus concertos: “Vamos promover o amor”

Duas mulheres que se beijavam foram abordadas por funcionária da sala

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Jack White manifestou a sua tristeza com um episódio sucedido num concerto que deu no início deste mês em Edmonton, no Canadá.

Naquele concerto, duas espectadoras que se beijavam foram abordadas por uma funcionária da sala de espetáculos, que lhes disse: “Isso não é permitido aqui”.

Segundo uma das mulheres, Allyson MacIvor, contou à CBS, o gerente da sala pediu, posteriormente, desculpa pelo comportamento da funcionária, que a visada descreveu como inesperado e “muito invasivo”.

Tendo tido conhecimento do sucedido, Jack White partilhou no Instagram uma foto de duas mulheres prestes a beijar-se, num concerto dos Beatles, em 1964.

Estamos em 2018 e duas pessoas não devem ter de esconder o seu afeto. Fiquei muito desiludido com a notícia de que duas mulheres não se puderam beijar num concerto meu. No concerto seguinte, em Calgary, dediquei a canção 'Love Interruption' a essas duas mulheres e encorajei toda a gente no público a beijar os seus amados. Vamos promover o amor e a aceitação onde quer que estejamos”, escreveu Jack White.

Como compensação pelo sucedido, que Allyson MacIvor, também música, relatou no Facebook, os responsáveis da sala ofereceram às duas mulheres um bilhete para um concerto à escolha e um jantar. MacIvor aceitou, na condição de a funcionária que tentou impedir o beijo as acompanhe. “Gostava de a conhecer melhor e ultrapassar isto de forma saudável”, explicou Allyson MacIvor. Veja aqui o seu post.