Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Será que um algoritmo pode escrever uma canção dos Strokes? Ouça aqui

Mais uma prova de que as máquinas dominarão o mundo

O coletivo Botnik recorreu à inteligência artificial para compor uma canção baseada nas letras dos Strokes.

Os Botnik utilizaram um algoritmo que acabou por criar 'I Don't Want To Be There", canção que foi depois gravada por um outro grupo de artistas, escritores e programadores de Chicago.

O resultado está presente em "The Songularity", álbum todo ele construído com recurso a algoritmos. Ouça aqui 'I Don't Want To Be There':