Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Orri Pall Dyrason

Caitlin Mogridge

Baterista dos Sigur Rós acusado de violação

Orri Páll Dýrason decidiu abandonar a banda

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Orri Páll Dýrason, baterista dos Sigur Rós, deixou a banda, após ser acusado de assédio sexual e violação.

“Na sequência de alegações extremamente graves, temos de aceitar a demissão do nosso companheiro de banda, para deixá-lo tratar desta questão com privacidade”, escreveram os Sigur Rós em comunicado.

As acusações foram feitas pela artista Meagan Boyd, nome artístico Yin Shadowz, na sua página do Instagram.

Segundo Meagan Boyd, Orri Páll Dýrason violou-a em 2013, enquanto a artista dormia.

O baterista tê-la-á conhecido nesse ano, quando os Sigur Rós estavam em Los Angeles a gravar o álbum “Kveikur”.

Meagan Boyd lembra-se de ter beijado o músico e adormecido na mesma cama que ele, acordando “com a sensação de estar a ser penetrada. Aconteceu duas vezes naquela noite, e perguntei-me porque é que não me fui embora à primeira - mas estava bêbeda, morta de cansaço, em choque... mas nada disto importa porque ninguém merece ser violado/tocado/lambido sem consentimento”.

A artista afirma ainda que não fez queixa de Orri Páll Dýrason por várias razões, como “sentir que tinha sido irresponsável por confiar nele só por fazer parte de uma banda que eu adorava e por respeitá-lo como artista”.

Veja aqui a mensagem de Meagan Boyd: