Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Pyotr Verzilov em 2015

Getty Images

Médicos confirmam que elemento das Pussy Riot foi mesmo envenenado

Pyotr Verzilov continua internado num hospital em Berlim

Pyotr Verzilov, membro do coletivo Pussy Riot, foi de facto envenenado à saída de um tribunal em Moscovo. A garantia partiu dos médicos do hospital em Berlim onde o ativista se encontra.

Os mesmos médicos acrescentaram que, apesar do estado de saúde de Verzilov inspirar ainda bastantes cuidados, este se encontra "bem disposto", ainda que a sofrer de tonturas e amnésia.

As restantes Pussy Riot emitiram um comunicado no qual revelaram essas mesmas declarações dos médicos, tendo visitado Pyotr Verzilov no hospital.

"É assustador, mas ele ainda tem o seu sentido de humor. Quando nos viu, disse 'é tão bom ver-vos sem estarem algemadas'", pode ler-se.

Verzilov foi um dos ativistas detidos no passado mês de julho em Moscovo, durante a final do Campeonato do Mundo de Futebol, que foi invadida pelas Pussy Riot em protesto contra as atuações da polícia russa.