Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Bono, dos U2, no Vaticano

TIZIANA FABI

Bono foi a Roma falar com o Papa sobre os abusos sexuais na igreja

“Vi a dor no seu rosto, julgo que é sincera”, afirmou o músico, que ainda esta semana esteve em Portugal

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Depois dos concertos dos U2 em Lisboa, Bono foi a Roma falar com o Papa Francisco.

Recebido no Vaticano, o irlandês manifestou, nesta ocasião, a sua preocupação com os abusos sexuais cometidos por membros da igreja católica, em particular no seu país.

Em conferência de imprensa após audiência privada, Bono revelou aos jornalistas que disse ao Papa Francisco que acredita que os abusadores têm sido mais protegidos que os abusados. “Vi a dor no seu rosto, julgo que é sincera”, acrescentou Bono, citado pelo italiano Avvenire.

Outros temas abordados no encontro entre Bono e o líder da igreja católica foram o futuro do comércio e do desenvolvimento sustentável, bem como a necessidade de “rever a besta selvagem que é o capitalismo, que não é imoral mas amoral”.

Para Bono, o Papa Francisco “é um homem extraordinário para tempos extraordinários”.