Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Porque é que perdemos a noção do tempo quando estamos a ouvir música?

É um compositor quem o explica

Sucede com muitas pessoas, fãs de música: por vezes, ao escutá-la, perdemos por completo a noção do tempo. Mas porque é que tal acontece?

Jonathan Berger, um compositor norte-americano, explicou-o. A música, diz, cria unidades temporais discretas que normalmente não estão alinhadas com as unidades com as quais medimos o tempo - minutos, segundos, milésimas, etc.

E continua: "a música contém um conceito à parte, quase independente, de tempo, capaz de distorcer ou negar o tempo que medimos com relógios. Este tempo cria um mundo temporal paralelo no qual nos perdemos, ou pelo menos perdemos a noção objetiva de tempo".

Berger dá alguns exemplos, citando vários estudos, para provar o seu ponto. Como a ideia de que um bar venderá mais bebidas se a música que estiver a tocar for lenta, ou a de que os consumidores passam 38% do seu tempo num supermercado se aqui a música for, também ela, mais relaxada.

O exemplo maior é a "Cavalgada das Valquírias", de Wagner; segundo um estudo da Fundação RAC, em 2004, é este o pior tema para se ouvir enquanto se conduz. "O compasso feroz da música perturba a noção de velocidade dos condutores, que os leva a acelerar", conta.