Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Eminem arrepende-se do discurso homofóbico no novo álbum. “Fui longe demais”

"Magoei muitas pessoas ao proferi-lo"

O rapper Eminem mostrou-se arrependido de ter utilizado um termo homofóbico num dos temas presentes no seu último álbum, "Kamikaze".

Em 'Fall', Eminem refere-se diretamente ao também rapper Tyler, the Creator, como "faggot".

Um termo pejorativo que, diz agora, foi "longe demais". "Na minha tentativa de o magoar, magoei muitas pessoas ao proferi-lo", disse, em entrevista com o rapper e produtor Sway.

Eminem garante ainda que procurou "esconder", na gravação final, a sua utilização da palavra mas diz que o público conseguiu escutá-la à mesma.