Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Avril Lavigne

Getty Images

Avril Lavigne anuncia regresso depois de anos a combater uma doença grave: “Aceitei a minha morte e senti o corpo a desligar-se”

Artista canadiana, que não edita um álbum há cinco anos, está de volta com um novo single no próximo dia 19

Avril Lavigne anunciou o seu regresso à música, depois de cinco anos de afastamento, com um novo single intitulado 'Head Above Water', a ser editado no próximo dia 19. A artista canadiana confirmou a notícia numa carta emotiva, partilhada com os fãs no seu site oficial, na qual explica que o seu afastamento se deveu ao facto de sofrer de doença de Lyme, uma doença infecciosa causada por bactérias transmitidas por carraças.

"Passei os últimos anos em casa, doente, a combater a doença de Lyme. Foram os piores anos da minha vida, tendo enfrentado batalhas físicas e emocionais", começa por escrever, "consegui transformar essas batalhas em música de que me orgulho muito. Escrevi canções na minha cama e no sofá e também gravei muitas delas lá. Palavras e letras que eram tão fiéis à minha experiência começaram a jorrar sem grande esforço. Sendo sincera... a minha música ajudou a curar-me e a manter-me viva, animando-me e dando-me objetivos e um propósito para viver".

Sobre 'Head Above Water', Lavigne revela: "foi a primeira canção que escrevi na minha cama durante um dos momentos mais assustadores da minha vida. Tinha aceitado a minha morte e sentia o meu corpo a desligar-se. Senti-me a afogar. Como se estivesse debaixo de água e precisasse de vir à tona para respirar. Como se estivesse num rio a ser puxada por uma corrente. Sem conseguir respirar".

Anunciando que criou uma fundação para ajudar pessoas com a mesma doença, a artista confessa: "decidi ser honesta sobre a minha luta, mais aberta e vulnerável do que nunca. Para ser sincera, parte de mim não quer falar sobre a doença porque quero encerrar isto no passado, mas sei que tenho de o fazer. Não só porque faz parte da minha vida, mas porque tenho de alertar as pessoas para a gravidade da doença de Lyme. Uma mera mordedura de inseto pode lixar-vos a vida. As pessoas não sabem que a Lyme deve ser tratada quase imediatamente".

"Vou resgatar a minha vida e fazer aquilo que sei que é suposto fazer: música. E partilhar o meu processo de cura e esperança, através da minha música", acrescenta ainda, "quero mais que tudo voltar ao palco. Agarrar as minhas guitarras e correr de um lado para o outro. Cantar muito e viajar pelo mundo para ver todos os meus fãs. Vou fazer tudo o que puder para voltar aos palcos, viajar, cantar para vocês, trabalhar novamente. Mas tenho de escutar sempre o meu corpo e manter a minha saúde equilibrada, portanto sejam pacientes comigo. Escrevi e gravei este álbum e para mim isso é um momento vitorioso. Um feito gigante".