Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Rami Malek como Freddie Mercury

Rami Malek explica como se transformou em Freddie Mercury para o filme “Bohemian Rhapsody”

"Ser aprovado pelas pessoas que lhe eram mais próximas significa muito para mim"

Rami Malek passou esta semana pelo programa de televisão do comediante Jimmy Kimmel, onde falou sobre "Bohemian Rhapsody", filme biográfico sobre o vocalista dos Queen do qual é protagonista.

Anteriormente conhecido pelo seu papel na série "Mr. Robot", Rami Malek revelou que guardou a prótese dentária que o tornou mais parecido com Mercury, que tinha dentes salientes quando jovem. E já coloca os olhos num potencial Óscar: "não vou mentir, seria um grande feito", admitiu.

Para o jovem ator, a "honra maior" de ter interpretado um personagem como Freddie Mercury foi a aprovação dos colegas de banda deste, Brian May e Roger Taylor, e da irmã do malogrado cantor, Kashmira Cooke. "Ser aprovado pelas pessoas que lhe eram mais próximas significa muito para mim", contou.

"Tivemos de filmar uma cena em que tocamos a 'Keep Yourself Alive', onde a meio se encontra um dos solos de bateria mais incríveis que o Roger Taylor já fez", recordou. "Pensei em trabalhar isto com os diretores assistentes, e convencer o jovem que o interpreta [Ben Hardy] a fazer este solo dificílimo... Chamaram-no pelo walkie-talkie e ele entrou no estúdio tão pálido que parecia um fantasma".

A maior dificuldade foi, no entanto, gravar aquela que é "a performance mais icónica da história do rock": o concerto dos Queen no Live Aid. "A primeira cena do filme que rodámos envolvia nós os quatro [atores que desempenham os papéis de membros dos Queen] a subir ao palco no Estádio de Wembley", afirmou. "Foi logo no primeiro dia".

"Bohemian Rhapsody" conta a história de Freddie Mercury até ao emblemático concerto no espetáculo Live Aid, em 1985. Foi realizado por Bryan Singer, que na fase final foi afastado do projeto, sendo substituído na função por Dexter Fletcher. Tem estreia nos cinemas portugueses prevista para 1 de novembro.