Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Nazis, Trump e rock and roll. Foi assim o primeiro concerto da digressão que os U2 trazem a Portugal

A banda irlandesa apresentou-se esta sexta-feira em Berlim, a 15 dias dos concertos em Lisboa

Os U2 atuaram esta sexta-feira na Arena Mercedes-Benz, em Berlim, naquela que foi a primeira data da digressão europeia "Experience + Innocence", de apresentação do álbum "Songs of Experience".

Para além das canções desse novo álbum e dos seus temas mais icónicos, a banda irlandesa não esqueceu também a política, segundo o jornal The Central Telegraph.

Ao longo do espetáculo, Bono deixou alguns pedidos e recados contra a extrema-direita, que esta semana se manifestou em grande escala em Chemnitz, na Alemanha, contra o acolhimento de refugiados sírios e africanos.

Numa série de ecrãs gigantes que dividiam o público presente em dois, os U2 começaram por passar imagens de manifestantes anti-imigração, com a legenda "Não é isto que somos. Eles não pertencem à Europa".

Pouco depois, alterariam as imagens para as de manifestantes pela paz: "É isto que somos. É isto o que queremos ser". a

Houve ainda espaço para um vídeo que contrapunha imagens de uma Europa arrasada pelo fascismo e pela guerra (e que não esqueceu a ditadura militar portuguesa, instaurada em 1926), com imagens e mensagens pela mudança e pela paz.

O maior ataque de Bono aos neo-nazis deu-se através da figura de MacPhisto, personagem diabólica que o vocalista encarnou na digressão Zoo TV, em 1993.

Dirigindo-se aos berlinenses, o músico - enquanto MacPhisto - começou por dizer de Berlim que era "uma cidade maravilhosa, e só vossa", acrescentando: "não a têm de partilhar com estrangeiros. Podem partilhá-la com turistas, mas não com estrangeiros".

Bono/MacPhisto "instou", também, o público presente a votar no AfD, um partido alemão anti-imigração, que resolveria o problema "tal como o Donald [Trump]" o fez numa América "cheia de imigrantes".

O espetáculo dos U2 é construído a partir de tecnologia de ponta, recorrendo à realidade aumentada, com a banda a entrar dentro de um ecrã LED gigante, numa amálgama entre a imagem real e a imagem vídeo, para a primeira metade do concerto, antes de ocuparem outro palco.

Ainda que a grande ênfase tenha sido nas canções de "Songs of Experience", os U2 não esqueceram temas como 'Sunday Bloody Sunday', 'Even Better Than the Real Thing' e 'One'.

Recorde-se que os U2 têm reencontro marcado com o público português nos dias 16 e 17 deste mês, com dois concertos na Altice Arena, em Lisboa. Os bilhetes há muito que se encontram esgotados.

Confira aqui o alinhamento do primeiro concerto da nova digressão europeia dos U2, em Berlim:

The Blackout
Lights of Home
I Will Follow
Red Flag Day
Beautiful Day
The Ocean
Iris (Hold Me Close)
Cedarwood Road
Sunday Bloody Sunday
Until the End of the World

Elevation
Vertigo
Even Better Than the Real Thing
Acrobat
You're the Best Thing About Me
Summer of Love
Pride (In the Name of Love)
Get Out of Your Own Way
New Year's Day
City of Blinding Lights

Encore
Women of the World
One
Love Is Bigger Than Anything in Its Way
13 (There Is a Light)