Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Como o álbum de 1987 que David Bowie odiava se tornou uma das surpresas de 2018. Ouça o antes e o depois

Uma nova versão de "Never Let Me Down" faz parte da nova caixa de David Bowie

"Never Let Me Down", originalmente editado em 1987, foi várias vezes apontado por muitos dos fãs de David Bowie como o pior álbum da sua carreira. E até pelo próprio músico: "Era um álbum horrível. Nem me devia ter dado ao trabalho de ir a estúdio gravá-lo. Quando o ouço, pergunto-me se fiz isso mesmo", afirmou, em 1995.

Para além de não ter tido sucesso nas tabelas de vendas, "Never Let Me Down" foi arrasado pela crítica, à altura, e Bowie nunca chegou sequer a interpretar qualquer uma das canções ali contidas ao vivo. Durante alguns anos, o músico pensou em reformulá-lo; e é isso que, precisamente, agora acontece.

Uma nova versão de "Never Let Me Down" será incluída na nova caixa de David Bowie, "Loving the Alien", que incide sobre a música que o "camaleão" editou nos anos 80. Esta versão, concebida pelo produtor Mario McNulty na companhia do baterista Sterling Campbell, dos guitarristas Reeves Gabrels e David Torn e do baixista Tim Lefebvre, pouco guarda da original para além da voz de Bowie. E não é tudo. Também Nico Muhly e Laurie Anderson emprestam os seus talentos ao novo "Never Let Me Down".

"Acho que ele [Bowie] o queria refazer porque gostava mesmo daquelas canções", explicou o produtor à revista Rolling Stone. "Seria vergonhoso não lhes fazer justiça com algum trabalho de produção".

A primeira canção reformulada a ser conhecida é 'Zeroes', que serve também como single de avanço para "Loving the Alien", que será editada em outubro. Ouça aqui a versão original e a versão de 2018: