Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Vídeos

Linda Martini: “Há sempre aquele gajo que diz 'isto no primeiro EP é que era fixe'” [VÍDEO]

Banda de Lisboa regressa na semana que vem com um novo álbum de originais. A BLITZ falou com o quarteto e revela hoje mais um excerto da conversa

Rita Carmo

Rita Carmo

Fotojornalista

O regresso dos Linda Martini, com um quinto álbum de originais, homónimo, está marcado para o final da próxima semana e a BLITZ falou com o quarteto de Lisboa sobre as novas canções e não só. No excerto da conversa que revelamos hoje, o grupo fala sobre "a morte anunciada por outras pessoas", quando questionado sobre a inspiração de um dos novos temas, 'Domingo Desportivo', que inclui na letra o verso "até faço um bonito cadáver".

"É normal que quando és surpresa, novidade, chegues às pessoas de uma determinada forma", começa por dizer o baterista Hélio Morais, "e há sempre aquele gajo que diz 'isto no EP é que era fixe'. Ou, [no caso dos] livros 'gostei mais do primeiro romance do gajo, ou do segundo'. Depois, já não te surpreende porque já conheces e, às vezes, esqueces-te de olhar para o valor intrínseco da coisa, de dar oportunidade. Acho que todos fazemos isso".

André Henriques, vocalista e autor da letra, acrescenta: "isso partiu de uma coisa... um dos nossos técnicos de som, o João Tereso, que nos acompanhou desde sempre e esteve nas residências e na gravação, além de técnico de som e outros talentos que tem é enófilo. É ele quem escolhe sempre os vinhos ao jantar nos restaurantes. E, há uns tempos, em conversas de vinhos, falou-nos no conceito de 'podridão nobre'. Normalmente são os vinhos do norte da Europa, de climas muito frios… Apanham a uva gelada, em estado de podridão, mas as bactérias que as atacam tornam o vinho mais doce".

"Isso foi um bocado a metáfora para ilustrar aquilo que estava a dizer [em 'Domingo Desportivo']", conclui o músico, "aquela ideia de que, às vezes, há uma coisa que até podes achar que é velha ou sem utilidade mas que, se olhares duas vezes, pode ser que te surpreenda. Não é uma ideia de morte, é mais de morte anunciada".