Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Vídeos

Quanto ganha Tozé Brito com o sample de Jay-Z? [VÍDEO]

Em entrevista à BLITZ, o músico português conta como nasceu 'Todo o Mundo e Ninguém', a canção do Quarteto 1111 que serviu de base de 'Marcy Me', um dos mais recentes êxitos de Jay-Z. E revela detalhes sobre o acordo que fez com o rapper norte-americano

Rui Miguel Abreu (entrevista) e Rita Branco Rodrigues (vídeo)

"O Jay-Z criou uma canção em cima de um loop de quatro compassos nossos. Com as nossas vozes, comigo a tocar piano e o José Cid a tocar bateria, que é coisa que ninguém sabe. Estávamos os dois sozinhos no estúdio e o José Cid estava na bateria, por isso começou a tocar bateria", conta Tozé Brito à BLITZ. O músico refere-se a 'Todo o Mundo e Ninguém', tema escrito a partir de um texto de Gil Vicente e publicado pelo Quarteto 1111 em 1970, que esteve na base instrumental de "Marcy Me", canção incluída em "4:44", mais recente álbum de Jay-Z. No excerto vídeo que pode ver em cima, Tozé Brito esclarece os pormenores do acordo que fez com o rapper.

A celebrar 50 anos de carreira, o músico falou com a BLITZ sobre os episódios mais destacados de um longo percurso, em entrevista que será publicada brevemente. A 16 de fevereiro, Tozé Brito lança um novo álbum: “A Memória do Amor” inclui êxitos como "20 Anos" ou "Olá, Então Como Vais" e também temas originais.