Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Vídeos

Salvador Sobral deixa um sentido “até já” com os olhos em lágrimas e nos ombros da irmã

O cantor deu o seu último concerto na passada sexta-feira, antes de uma pausa por motivos de saúde

Salvador Sobral deu, na passada sexta-feira, o seu último concerto antes de "entregar o corpo à ciência", conforme havia dito num vídeo publicado no YouTube.

O concerto, que fez parte do FIC - Festival Internacional de Cultura e que teve lugar nos Jardins do Casino Estoril, ficou marcado pela emoção. Sobral chorou por diversas vezes, e admitiu mesmo, a dada altura, estar a cantar "com um nó na garganta constante".

Antes do espetáculo, o cantor não escondeu que este concerto seria "especial", em entrevista à SIC. E, referindo-se aos seus problemas de saúde, garantiu que a música o ajuda "na recuperação". "Acho que a minha própria doença me ajudou muito na maneira com que abordo a música e faço música", disse.

O público, esse, decidiu homenagear o cantor com centenas de balões brancos, em formato de coração, numa alusão clara aos problemas de que padece Salvador Sobral. O que não lhe passou despercebido: "Vou receber todo o vosso amor e guardá-lo numa caixinha figurativa. Espero que caiba", afirmou, em palco.

Fotografias do público, só nos últimos vinte minutos - foi um pedido expresso de Salvador Sobral, que admitiu ainda já estar a lidar melhor com a fama. "Foi muito bom tudo o que tem acontecido embora não tenha lidado bem com as coisas. Mas agora já estou em paz. Já digo aquelas coisas do 'mas você sabe com quem está a falar?'. Já abracei a vida de famoso", explicou.

Ao longo do espetáculo, que durou duas horas, Sobral fez-se acompanhar pela "sua" banda, composta pelo pianista Júlio Resende, pelo contrabaixista André Rosinha e pelo baterista Bruno Pedroso.

Entre temas blues e jazz, entre o português e o inglês, o cantor foi aguentando o "nó na garganta" e terminou, naturalmente com "Amar Pelos Dois", num dueto com a irmã, Luísa Sobral, autora da canção. Um dueto que acabou por não o ser: o cantor ficou em lágrimas e abraçou-se à irmã, fazendo com que fosse o público a terminar o tema.

Despedindo-se do palco ao piano, e com "A Case of You", de Joni Mitchell, Sobral deu por terminado o concerto do "até já", como se lhe referiu. "Chegou a hora do fim porque senão, de repente, já se torna um bocado vergonha alheia, um bocado deprimente. Obrigado por terem vindo a este concerto do até já", disse. O futuro passa, agora, pela sua recuperação - não existindo data para um regresso aos palcos.