Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Vídeos

As 10 melhores participações de Portugal no Festival da Eurovisão

Numa altura em que recai sobre a canção portuguesa de 2017 (“Amar Pelos Dois”, de Salvador Sobral) grande expectativa, fizemos as contas e recordamos os melhores resultados das canções portuguesas na Eurovisão

Os números não mentem: em 48 tentativas, Portugal nunca venceu o festival da Eurovisão. A saga principiou em 1964, contou com uma quantidade generosa de embaraços (zero pontos por duas vezes, último lugar em três ocasiões, oito anos sem passar das meias-finais), algumas flagrantes injustiças (como é que "E Depois do Adeus", de Paulo de Carvalho, ficou em último lugar na edição de 1974?), mas também alguns brilharetes. É destes últimos que falamos: canções que remaram contra a maré e chegaram ao top 10 (em 9 dos 10 casos que em baixo apresentamos) e que fizeram o país sonhar com a vitória que, a julgar pelas previsões para este ano, nunca terá estado tão próxima.

Uma vez que o número total de canções a concurso foi variando ao longo dos anos (um 9º lugar entre 19 em 1979 não é melhor que um 10º lugar entre 25 em 1993), fizemos os devidos ajustes de escala. Deu-se um único empate e logo no 1º lugar: Sara Tavares em 1994 e Lúcia Moniz em 1996 teriam ficado ambas na mesmíssima posição num festival a 26 (como o do ano passado), apesar de dois lugares as separarem nos anos em que participaram (Sara ficou em 8º; Lúcia em 6º). Para o desempate, recorreu-se a um critério que se julga justo: dividimos a pontuação total obtida por cada uma pelo número de participantes dos respetivos anos, tendo sobressaído neste critério a canção de Lúcia Moniz.

Sem mais delongas, recordemos as nossas melhores canções eurovisivas:

1. Lúcia Moniz, "O Meu Coração Não Tem Cor" (1996) - 6º lugar /23 participantes

2. Sara Tavares, "Chamar a Música" (1994) - 8º/25

3. Dulce Pontes, "Lusitana Paixão" (1991) - 8º/22

4. José Cid, "Um Grande, Grande Amor" (1980) - 7º/19

5. Carlos Mendes, "A Festa da Vida" (1972) - 7º/18

6. Anabela, "A Cidade (Até Ser Dia)" (1993) - 10º/25

7. Manuela Bravo - Sobe, Sobe, Balão Sobe (1979) - 9º/19

8. Alma Lusa, "Se Eu Te Pudesse Abraçar" (1998) - 12º/25

9. Tonicha, "Menina do Alto da Serra" (1971) - 9º/18

10. Vânia Fernandes, "Senhora do Mar (Negras Águas)" (2008) - 13º/25