Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Vocalista dos Melvins comenta documentário sobre Kurt Cobain: '90% é uma tanga'

Buzz Osborne garante que vários dos factos relatados em Montage of Heck são falsos. E acusa Courtney Love de mentir.

Buzz Osborne, vocalista dos Melvins e amigo de Kurt Cobain, considera que o documentário Montage of Heck é uma obra de ficção, repleta de inverdades, acusando ainda a viúva de Cobain, Courtney Love, de ser mentirosa. "Andei no liceu com o Kurt e era muito próximo dos Nirvana antes de eles serem famosos. Gostava muito do Kurt, do Krist e do Dave. Éramos bons amigos quando eles ainda eram uns tesos, antes de poderem comprar grandes casas e carros com cartão de crédito. A minha banda tocou com os Nirvana no seu último concerto. Estive lá no início e estive lá no fim, nas partes muito boas e nas partes muito más", escreveu o músico no site The Talkhouse. "Antes de mais nada, as pessoas precisam de perceber que 90% do Montage of Heck é uma tanga. Uma treta completa. Ninguém percebe que o Kurt Cobain era o rei da gozação", resume. 

Buzz Osbourne garante, por exemplo, que Kurt Cobain não teve relações sexuais com uma rapariga com deficência: "Essa história seria demasiado boa para eu nunca a ter ouvido, sobretudo se, como ele sugeriu, o pai da miúda tivesse feito um escândalo no liceu. Naquela terra de ninguém, uma notícia assim tão excitante ter-se-ia espalhado num instante. Nunca aconteceu. E a história de se ter tentado matar nos carris também é treta. Nunca aconteceu", diz, referindo-se a dois episódios contados no filme com recurso a uma gravação do próprio Kurt Cobain. "O Kurt disse-me que não tinha qualquer problema de estômago. Inventou isso para as pessoas terem pena dele e como desculpa para andar sempre pedrado", acrescenta, antes de acusar Courtney Love de ser mentirosa. "Muito do que ela diz neste documentário não coincide com as coisas que o Kurt me contava, mas isso não é muito surpreendente, considerando que a história se torna elástica de cada vez que ela abre a boca". "Por exemplo, ela quer que acreditemos que o Kurt se tentou matar só porque ela pensou traí-lo? Isso é bem diferente das histórias que o Kurt me contava sobre o comportamento da Courtney - bem antes de aparecer morto. Quando a Courtney fala, a verdade está lá, sem dúvida, mas sabe Deus onde começa e onde acaba". Buzz Osborne lamenta ainda que o realizador não tenha confirmado factos, escolhendo acreditar nas palavras de Kurt Cobain e Courtney Love. "Infelizmente, os factos não interessam muito, o que importa é aquilo em que as pessoas acreditam. E no que toca ao Cobain, a maioria daquilo em que acreditam são tretas fabricadas", escreve, dizendo que o filme poderá ser interessante "para os completistas dos Nirvana, porque sublinha aquela versão já de si retorcida do homem. Para mim, é ficção enganada". Para o músico dos Melvins, a única parte positiva de Montage of Heck são as animações: "Fizeram um trabalho fantástico em mostrar o buraco deprimente que Aberdeen era e ainda é. Aí dou-lhes os parabéns!".