Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Vocalista dos Creed é bipolar: "Tenho sorte em estar vivo"

O transtorno psiquiátrico foi diagnosticado a Scott Stapp depois de, no ano passado, o músico ter fugido de casa e ter dito que estava na penúria.

Scott Stapp, dos Creed, revelou em entrevista à revista People que lhe foi diagnosticada bipolaridade e que foi devido ao transtorno do foro psiquiátrico que no ano passado fugiu de casa e agiu erraticamente, deixando os seus colegas e família preocupados.  

O músico chegou a publicar um vídeo, no final de 2014, dizendo que estava na penúria e a ser perseguido e no qual assegurava também que não estava sob o efeito de drogas. O distúrbio maníaco-depressivo que lhe foi diagnosticado, no entanto, foi potenciado pelo consumo de drogas e álcool. 

"Foi difícil de processar esta informação... Há um estigma associado à doença", disse Stapp, "mas a [minha mulher] Jaclyn insistiu comigo: 'aceita. Nós amamos-te'. Este diagnóstico foi um grande alívio, porque finalmente tínhamos uma resposta". 

O músico explicou que durante o surto psicótico que sofreu no ano passado se convenceu que pertencia à CIA e que o tinham mandado matar o presidente Barack Obama, "estava a alucinar. Andei à deriva pelos Estados Unidos durante um mês a seguir um anjo que vi no capô do carro".  

"Pensava que a minha família estava envolvida com o ISIS e que milhões de dólares me tinham sido roubados para apoiar o terrorismo... Estava fora de mim". Stapp, que assume: "tenho sorte em estar vivo", está medicado e em casa, na Florida, a seguir também um programa para se livrar do vícío das drogas e álcool.

Foto: Getty Images