Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

U2 regressam a Portugal em 2016

A banda de Bono estará em Lisboa, durante o próximo ano, para mais do que um concerto, disse Nuno Braamcamp da R&B.

Em julho de 2016, os U2 regressam a Portugal no âmbito da digressão que os irá trazer à Europa. Tem início em maio, em Paris, e chega a Lisboa dois meses depois. Esta tournée decorre em pavilhões e é, por isso, natural que os espetáculos tenham lugar na Meo Arena. Nuno Braamcamp, da R&B, a empresa promotora de eventos responsável pela sua vinda a Portugal nos último anos, garante que tem assegurada a vinda do grupo de Bono, The Edge, Larry Mullen e Adam Clayton. "É verdade!", disse, acrescentando estar "neste momento a discutir o número de concertos" que irão acontecer no nosso país. Serão certamente mais do que dois espetáculos. E ao contrário de outras digressões que passaram por Lisboa, não irão ter lugar no Estádio de Alvalade. Por uma razão muito simples: esta tournée dos U2 é especialmente dedicada a salas fechadas (arenas). Outra certeza é que os U2, ao contrário dos Rolling Stones, continuam sem encabeçar o cartaz dos mais distintos festivais de verão. Um dado relevante pois 2016, como se sabe, é ano de Rock in Rio Lisboa. Da informação recolhida pode retirar-se ainda que esta digressão poderá intitular-se "Volcano Tour", tendo o palco a forma de um vulcão. E dura três meses: começa em maio e termina em julho. Depois disso, os U2 vão de férias. Mas regressam aos Estados Unidos e ao Canadá logo em setembro. Isto é sabido quando os U2 se aprestam a iniciar, a 14 de maio, a digressão "Innocence & Experience" em Vancouver. Será a primeira vez desde que editaram o controverso álbum Songs of Innocence que regressam à estrada. Mais do que isso, a data marca o fim da convalescença de Bono, depois de há meses, ter sofrido um grave acidente de bicicleta em Central Park, Nova Iorque, em que partiu diversos ossos da cabeça, do braço direito e do ombro. Ontem os U2 estiveram a gravar para o programa de televisão de Jimmy Falon (transmissão na sexta-feira), e após essa sessão ofereceram um espetáculo não anunciado numa estação de metro de Nova Iorque.