Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Thom Yorke comparou o YouTube à Alemanha nazi

O músico criticou duramente o website durante uma entrevista a um jornal italiano.

Thom Yorke não é o melhor amigo de plataformas de streaming como o Spotify - em 2013, o músico disse deste que seria "o peido mestre de um corpo moribundo", devido às falhas do serviço em remunerar adequadamente os artistas. Esta semana, o líder dos Radiohead apontou baterias ao YouTube, pelo mesmo motivo. Yorke alega que o website rece muito dinheiro com o trabalho de artistas que, posteriormente, não são devidamente remunerados. "Eles dizem que vivemos numa era em que o cinema é grátis, a música é grátis. Não é verdade. Os criadores destes serviços fazem dinheiro. O Google, o Youtube... Eles apoderaram-se da arte, tal qual os Nazis o fizeram na Segunda Guerra Mundial", explicou Thom Yorke. O britânico disse ainda que, nos últimos tempos, tem ouvido música quase sempre em vinil. "Com o vinil há uma relação que não existe com o digital", argumenta, acrescentando, "o digital está a ter um efeito corrosivo na música".