Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Suicidou-se ex-mulher de Bertrand Cantat, líder dos franceses Noir Désir

Mais uma tragédia na vida do cantor Bertrand Cantat: depois de preso por homicídio da namorada, perde ex-mulher e mãe dos seus filhos.

É uma das histórias de vida mais conturbadas entre músicos rock europeus: Bertrand Cantat, cantor e líder dos franceses Noir Désir, perdeu este Domingo a ex-mulher e mãe dos seus filhos, Kristina Rady. Rady, actriz e escritora de origem húngara, tinha 42 anos e foi casada com Bertrand Cantat entre 1997 e 2002, altura em que nasceu a segunda filha do casal. Aquando da separação, Bertrand Cantat já conhecia a actriz Marie Trintignant, que se tornaria sua namorada. Em Julho de 2003, o cantor matou Marie Trintignant no decurso de uma discussão que terá começado quando a jovem recebeu um sms do ex-marido. Condenado a oito anos de prisão, Cantat foi libertado após cumprir metade da pena, para revolta da família da vítima e de vários grupos feministas. Durante o seu encarceramento, Bertrand Cantat foi apoiado pela ex-mulher que, após testemunhar em sua defesa, fez tudo para "mantê-lo vivo. Disse-lhe que os seus filhos precisavam dele e ele dos seus filhos. Expliquei-lhe que o que se passou a 27 de Julho de 2003 não podia alterar tudo o que ele tinha feito antes", cita o jornal Le Figaro. Por razões ainda não reveladas, a ex-mulher de Bertrand Cantat suicidou-se este Domingo, 10 de Janeiro, sendo encontrada enforcada por um dos filhos. Bertrand Cantat estava na mesma casa que a ex-mulher aquando do suicídio, aparentemente a dormir, dizem os primeiros relatórios da polícia. 14817