Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Spotify sofre pressões para deixar de ter opção grátis

Serviço de streaming está a ser pressionado pelas grandes editoras a colocar algumas edições apenas disponíveis para utilizadores pagos.

O serviço de streaming Spotify está a ser pressionado pelas grandes editoras para deixar de ter opção grátis, pelo menos no que diz respeito a determinadas edições.

Segundo o Wall Street Journal, "o Spotify disse, em conversas privadas, a alguns executivos da indústria musical que está a planear permitir que alguns artistas comecem a lançar álbuns exclusivamente para os mais de 20 milhões utilizadores pagos, fazendo com que essa música fique temporariamente indisponível para os 80 milhões de utilizadores que não pagam nada".

Numa carta enviada ao site Music Business Worldwide, Jonathan Prince, do Spotify, não nega estas alegações apesar de defender o modelo atual: "estamos empenhados a 100% no nosso modelo porque acreditamos que um serviço gratuito, suportado por publicidade, combinado com um serviço premium mais robusto é a melhor forma de fazer chegar a música aos fãs e valorizar os artistas e escritores de canções e fazer crescer a indústria".

"Nesse contexto, explorámos uma grande variedade de opções promocionais para o novo álbum dos Coldplay e acabámos por decidir, em conjunto com o management, que a banda e os seus fãs seriam melhor servidos com o álbum disponível quer na opção paga quer na opção gratuita esta sexta-feira", acrescenta o responsável da empresa.

Recorde-se que A Head Full of Dreams, o novo disco dos Coldplay, não foi disponibilizado no Spotify quando foi editado, na semana passada, apesar de ter caído no Tidal e no Apple Music, serviços de streaming sem opção gratuita. 25, o álbum campeão de vendas de Adele, não está disponível no Spotify (nem se sabe se virá a estar) e, recorde-se, Taylor Swift retirou todos os seus álbuns do serviço.