Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Rui Reininho, dos GNR, vive com Hepatite C há 26 anos

Vocalista da banda portuense diz que, depois de ter piorado no ano passado, está finalmente a recuperar com o novo remédio comparticipado pelo Estado.

Rui Reininho revelou que vive com Hepatite C há 26 anos numa entrevista publicada ontem no Jornal de Notícias. O vocalista dos GNR explicou que está finalmente a recuperar, com a ajuda do novo medicamento comparticipado pelo Estado. 

"Eu sabia que teria de haver um mártir para haver um desfecho. Saiba que podia ser eu. Foi aquela senhora no Egas Moniz", disse Reininho, referindo-se ao facto de o governo se ter recusado a pagar cerca de 40 mil euros por cada tratamento até ao momento, no início do ano, em que morreu uma doente no referido hospital. 

O músico revela o desespero em que se encontrava antes das "boas notícias": "estava completamente borderline, fronteira entre viver ou morrer. Precisava urgentemente de um transplante de fígado e não estava na lista. Os médicos diziam-me que se não parasse podia ter uma síncope em palco e cair para o lado". 

Segundo o Jornal de Notícias, Reininho recebeu duas boas notícias no dia anterior à entrevista: a ressonância magnética não detetou células malignas e o remédio está a resultar, "os indicadores da doença negativaram pela primeira vez em 26 anos".

O músico justifica também na entrevista o facto de ter abandonado em direto o programa de talentos The Voice Portugal, do qual era jurado: "a minha impaciência no programa e aquele comportamento um bocadinho desesperado" deviam-se à doença.

Recorde-se que a BLITZ de abril, já nas bancas, inclui uma entrevista aos GNR "sobre as vitórias e os falhanços de quase 35 anos de percurso", a reboque da edição de Caixa Negra, o novo álbum de estúdio da banda.

Foto: Rita Carmo