Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Rihanna denuncia racismo na indústria musical: "Nunca acaba. Ainda é um problema"

Artista de Barbados diz que continua a sentir-se discriminada no que toca ao seu trabalho.

Rihanna apontou o dedo à indústria musical, queixando-se do racismo que ainda existe. A artista, em entrevista ao New York Times, explicou: "comecei a sentir as diferenças - ou a ver os outros a salientarem a minha raça - principalmente quando tratava de negócios... É uma coisa que nunca acaba. Ainda é um problema". 

"Isso faz com que eu queira provar que as pessoas estão erradas. Quase que me excita", assume Rihanna, "sei aquilo que as pessoas esperam e mal posso esperar por mostrar-lhes que estou aqui para superar essas expectativas".   

A artista de Barbados diz também ter consciência de que as pessoas julgam as outras pela forma como se apresentam: "foram programadas para pensar que ao verem um homem negro com um hoodie devem agarrar a mala com um pouco mais de força. Quanto a mim, tem tudo a ver com questões mais pequenas, cenários nos quais as pessoas podem presumir algo acerca de mim sem me conhecerem, apenas pela forma como me apresento".

Foto: Getty Images