Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Phil Rudd, dos AC/DC, declara-se culpado por ameaça de morte e posse de droga

Baterista enfrenta agora uma pena de prisão que pode ir até aos sete anos.

Phil Rudd, baterista dos AC/DC, declarou-se culpado das acusações que sobre ele pendiam desde novembro do ano passado, aquando de uma investigação da polícia neo-zelandesa.

O músico tinha sido levado a tribunal após ameaçar de morte um seu ex-funcionário, supostamente devido ao descontentamento que sentia por o seu disco a solo, Head Job, ter sido um fracasso de vendas. A polícia descobriu ainda, em sua casa, algumas quantidades de metanfetaminas e canábis.

Phil Rudd enfrenta agora uma pena que pode ir até aos sete anos de prisão. Os restantes membros dos AC/DC têm-se escusado a comentar o caso, tendo substituído Rudd pelo baterista Chris Slade, ele próprio um antigo membro da banda, nos concertos que têm dado inseridos na digressão Rock Or Bust. Getty Images