Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Pharrell Williams sobre Blurred Lines: 'Tudo o que nos rodeia foi inspirado por alguém'

Pela primeira vez desde o veredicto que dita que os autores de "Blurred Lines" paguem à família mais de sete milhões de dólares, Pharrell pronunciou-se.

Em declarações ao Financial Times, Pharrell Williams comentou o processo judicial movido contra si e Robin Thicke pela família de Marvin Gaye. Neste processo, o juiz deu razão aos queixosos e condenou Williams e Thicke, autores de "Blurred Lines", um dos maiores êxitos de 2013, a pagar mais de sete milhões de dólares pelas parecenças entre aquela canção e "Got To Give It Up", de Marvin Gaye. Para Pharrell Williams, este veredicto vem prejudicar "qualquer criador que faça algo que possa ser inspirado por outra coisa qualquer. Isto aplica-se à moda, à música, ao design... a tudo. Se perdermos a liberdade de nos inspirarmos, um dia vamos descobrir que a indústria do entretenimento está congelada por litígios. Temos de proteger os direitos intelectuais das pessoas que têm ideias". "Tudo o que nos rodeia foi inspirado por alguma coisa ou por alguém", prossegue Pharrell Williams. "Se matares isso, deixa de haver criatividade". A família de Marvin Gaye pretende ainda que "Blurred Lines" deixe de ser comercializado, até que seja acordada uma forma de partilhar "futuras verbas" decorrentes dessa divulgação. Muito tem sido escrito sobre o precedente legal que esta decisão pode abrir; contudo, ouvida pela Rolling Stone, Eve Wagner, que representou Michael Jackson em casos semelhantes nos anos 90, duvida que processos do género se multipliquem. "A maior parte destes casos não vai a tribunal. Não me parece que este veredicto vá virar a indústria do pernas para o ar".