Blitz

siga-nos

Perfil

Notícias

Nelly Furtado: "Fiz parte de um gangue chamado Máfia Portuguesa"

Cantora lusodescendente revela também que foi expulsa do grupo por não saber atirar pedras a autocarros.

Nelly Furtado revelou ter feito parte de um gang quando andava na escola secundária. A cantora lusodescendente, nascida e criada no Canadá, explicou à revista Live: "Fiz parte de um gang chamado Máfia Portuguesa. Mas era a rebelde mais incorrigível de todos os tempos. Andávamos de um lado para o outro numa carrinha com as janelas cobertas com papel preto".

"Éramos especialistas em interromper festas e atirar pedras a autocarros", continuou, "eu era muito boa na questão das festas, mas os outros membros do gangue tinham dúvidas quanto à minha capacidade de atirar pedras com a força suficiente para partir janelas portanto expulsaram-me".

Na mesma entrevista, a cantora explicou também que achou que ia morrer quando caiu de um palco durante um espetáculo nos Estados Unidos: "aconteceu numa grande sala de espetáculos em Nova Orleães em 2002. Estava a meio da parte mais sensível de 'I'm Like a Bird' quando tropecei e cai de uma altura de três metros". 

"O público achou que fazia parte do espetáculo, 'está a cantar sobre ser um pássado e agora está a tentar voar. Que fixe'. Mas magoei-me".  

Recorde-se que Nelly Furtado está de volta aos discos cantados em inglês com o registo The Spirit Indestructible, que acaba de chegar às lojas. O disco conta com as colaborações de Sara Tavares e o rapper Nas.