Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Muse levam "enxame de drones" em digressão: "É a nossa versão de The Wall, basicamente"

Palco que a banda britânica trará a Lisboa no próximo ano terá o formato de uma seta com duas pontas.

O espetáculo que os Muse vão levar em digressão para promover o álbum Drones - e que passa pela MEO Arena, em Lisboa, no dia 2 de maio de 2016 - conta com uma série de novidades, entre as quais um "enxame de drones" e um palco com o formato de "uma seta com duas pontas". 

As revelações foram feitas ao NME pela equipa criativa que trabalhou com a banda depois de o vocalista Matt Bellamy ter dito à BBC que o espetáculo será "a nossa versão de The Wall, basicamente", referindo-se à mítica digressão dos Pink Floyd, The Wall Tour.  

O designer de produção Oli Metcalf e o diretor da digressão Glen Rowe explicaram ao NME que trabalharam com uma empresa holandesa que criou um software capaz de controlar um "enxame de drones": "estamos, portanto, a programá-los de forma diferente. Não são veículos tripulados como se fosse alguém com um comando. São controlados por um sistema computorizado e um sistema de trajetória", revelou Metcalf. 

O palco, giratório, montado no centro da sala de espetáculos, terá duas passadeiras que permitirão aos Muse aproximarem-se mais dos fãs e que ocuparão todo o comprimento das arenas: "é bastante estreito mas mais importante para o público é o facto de ser baixo, portanto a banda tocará num espaço íntimo e terá uma boa relação em termos de distância com a audiência".