Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

MEO Sudoeste 2015: os mergulhos, as sestas e uma despedida de solteiro

Ao terceiro dia de festival ainda há energia para gastar... E o sol tornou a brilhar, portanto tudo voltou à normalidade.

MEO Sudoeste 2015
1 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
2 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
3 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
4 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
5 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
6 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
7 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
8 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
9 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
10 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
11 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
12 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
13 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
14 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
15 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
16 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
17 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
18 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
19 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
20 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
21 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
22 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
23 / 24

MEO Sudoeste 2015

MEO Sudoeste 2015
24 / 24

MEO Sudoeste 2015

Depois de ontem o tempo tristonho ter deixado o campismo do MEO Sudoeste sem a animação do costume, hoje o sol voltou a brilhar e tudo normalizou. A azáfama é muita quando a BLITZ percorre os arruamentos de terra que separam as tendas: há quem se barbeie, quem durma uma sesta, quem leia jornais desportivos e, claro, quem aproveite o bom tempo para uns mergulhos no canal. 

Nas margens, pavimentadas este ano, concentram-se vários grupos (tartarugas insufláveis, selfies, mergulhos arriscados... a diversão é muita). Uns já se conhecem bem, outros nem por isso: há quem nos conte que veio para o festival com amigos mas como entretanto fez outras amizades resolveu banhar-se com as novas companhias. 

Entre os muitos estrangeiros com quem nos cruzamos - espanhóis, na grande maioria - encontramos um grupo animado de portugueses. Razão de tal animação? A despedida de solteiro de um dos elementos. O casamento é só em setembro, mas não interessa. O noivo confessa-nos que esteve na Zambujeira do Mar para ver os Muse, em 2002, e que este ano encontrou um festival bastante diferente. Excetuando um "virgem", todos os outros já tinham vindo ao MEO Sudoeste. 

Texto: Mário Rui Vieira 

Fotos: Rita Carmo/Espanta Espíritos