Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Mac DeMarco descalço e de coração aberto no NOS Primavera Sound

O puto do Canadá prometeu aos fãs que todos se iriam divertir, apesar do frio. E acabou a convidá-los para sair esta noite.

"Amanhã só temos de ir embora pelas quatro da tarde, por isso esta noite podíamos ir sair. Se vocês quiserem, claro". A proposta vem do palco Nos, onde pela hora do jantar atua o canadiano Mac DeMarco; um dos heróis da edição do ano passado de Paredes de Coura, o autor do belo Salad Days transplantou para o Parque da Cidade as suas canções tontamente doces ("Blue Boy", "Brother", "Let Her Go", "Saturdays"...) e não se esqueceu de trazer na mala o humor non sense que partilha com os companheiros de banda. Apesar do frio que se faz sentir no recinto (David Gedge, dos Cinerama, que tocaram antes, chamou-lhe "uma névoa"), Mac DeMarco e os seus músicos causaram entusiasmo nos jovens que se concentram nas primeiras filas, oferecendo-lhes boas rendições das canções que já ganharam um espaço no nicho indie pop soalheira, bem como a interação inesperada que, paradoxalmente, já se espera dos seus concertos. Foi assim que chamaram a palco um amigo que fazia anos, cantando-lhes os parabéns e abrindo uma garrafa de champanhe, foi assim que convidaram os fãs para saírem com eles esta noite ("Só têm de ter bom coração"), foi ainda assim que saudaram o regresso de D' Angelo aos discos. Tudo de pés descalços e coração aberto - além do macacão e da falha nos dentes, uma das imagens de marca possíveis de Mac DeMarco.