Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Luaty Beirão está novamente em greve de fome (e outros três ativistas juntaram-se a ele)

O rapper e ativista angolano e os colegas protestam contra a morosidade do julgamento.

Luaty Beirão iniciou hoje, novamente, uma greve de fome e desta vez três outros ativistas, dos 15 que estão detidos desde junho em Luanda, juntaram-se a ele. Os quatro - Beirão, Domingos da Cruz, Sedrick de Carvalho e José Gomes Hata - protestam assim contra a morosidade do julgamento, iniciado a 16 de novembro.  

Os 15 ativistas estão acusados da coautoria de atos preparatórios para uma rebelião e para um atentado contra o presidente angolano, José Eduardo dos Santos, e tinha anunciado na passada segunda-feira que recorreriam à greve de fome caso a audição dos réus em julgamento não terminasse esta semana. 

Na carta dirigida ao presidente, assinada pelos 15 homens detidos, pode ler-se: "caso não termine essa fase de interrogatório ao longo da semana de 7 a 11 de dezembro, negar-nos-emos a fazer presentes no tribunal e levaremos a cabo uma greve de fome coletiva que se culminará com a satisfação da nossa exigência".

Segundo o Jornal de Notícias, até ao momento já se realizaram 19 sessões diárias, com os vários réus a serem ouvidos individualmente e confrontados com vídeos - um deles tinha duas horas e foi captado durante uma reunião dos ativistas com uma câmara escondida - e com a intenção da juíza de ser lido na íntegra o livro de Domingos da Cruz, com perto de 180 páginas, que era estudado nas referidas reuniões.

Recorde-se que Luaty Beirão já tinha estado 36 dias em greve de fome.