Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Líder dos Kraftwerk processa empresa de produtos informáticos

Companhia alemã pretendia colocar no mercado produto com o nome da banda. Kraftwerk voltam a Portugal em abril.

Ralf Hütter, o único membro original dos Kraftwerk ainda pertencente à banda, vai processar a empresa alemã eZelleron, baseada em Dresden, por violação de direitos de autor. O anúncio foi feito após a empresa ter angariado cerca de um milhão e meio de euros, através da plataforma Kickstarter, para o desenvolvimento de um aparelho que permite carregar a bateria de iPhones, tablets e câmaras GoPro. O dispositivo seria comercializado com o nome "Kraftwerk", que em alemão significa "central eléctrica". O objetivo do músico é, para já, impedir as operadoras de internet e as plataformas de angariação de fundos de mostrarem quaisquer referências ao aparelho da eZelleron. Os Kraftwerk têm dois concertos marcados em Portugal para o próximo mês, apresentando-se ao vivo no Coliseu de Lisboa e na Casa da Música, a 19 e 20 de Abril, respetivamente. PAC