Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Justin Bieber e Keith Richards homenageiam Thomas Ayad, falecido no Bataclan

O responsável da editora Mercury tinha 34 anos e foi uma das vítimas do atentado terrorista que manchou de sangue o concerto dos Eagles of Death Metal em Paris.

Justin Bieber e Keith Richards lamentaram nas redes sociais a morte de Thomas Ayad, product manager da editora Mercury Records, no atentado da passada sexta-feira no Bataclan, em Paris. O responsável da área internacional da editora tinha 34 anos e encontrava-se a assistir ao concerto dos Eagles of Death Metal quando o espetáculo foi interrompido por terroristas.

"Ainda a pensar sobre Paris e o meu amigos Thomas que perdemos nesta tragédia", escreveu Bieber no Twitter, "ele fez parte da equipa durante anos e gostava de ter tirado um tempo para lhe agradecer". 

Por seu lado, o guitarrista dos Rolling Stones partilhou no Instagram uma fotografia em que surge ao lado de Ayad e escreveu: "as minhas mais sinceras condolências à família e amigos do Thomas Ayad. Não tenho palavras para o horror que aconteceu em Paris. Estou horrorizado com os acontecimentos trágicos que aconteceram em Paris na passada sexta-feira".

A morte de Ayad foi confirmada pelo CEO da Universal, major da qual a Mercury faz parte, num comunicado divulgado no sábado: "isto é uma tragédia apavorante. Em nome de toda a gente aqui na Universal, aqui ficam as nossas mais profundas condolências aos seus pais e a todos os seus amigos e família".