Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Eagles of Death Metal emitem comunicado: 'Viva a música, viva a liberdade, viva a França e viva EODM'

Grupo norte-americano lamenta a morte dos fãs, do 'irmão' Nick Alexander e dos 'camaradas' da editora falecidos na tragédia do Bataclan. Leia o comunicado, na íntegra.

Os Eagles of Death Metal emitiram esta tarde um comunicado sobre os acontecimentos trágicos da passada sexta-feira, em Paris. Leia-o aqui: "Mesmo que a banda esteja agora em casa, em segurança, estamos horrorizados e ainda a tentar compreender o que aconteceu em França. Os nossos pensamentos e o coração estão primeiro e acima de tudo com o nosso 'irmão' Nick Alexander, os camaradas da nossa editora Thomas Ayad, Marie Mosser e Manu Perez, bem como todos os amigos e fãs cujas vidas foram terminadas em Paris e os seus amigos, famílias e entes queridos. Apesar de unidos no luto com as vítimas, os fãs, as famílias, os cidadãos de Paris e todos os que foram afetados pelo terrorismo, orgulhamo-nos de estarmos juntos com a nossa nova família, agora unidos por um objetivo comum de amor e compaixão. Queremos agradecer à polícia francesa, ao FBI, aos ministérios de negócios estrangeiros dos Estados Unidos e de França e especialmente a todos os que estiveram connosco no local e que se ajudaram uns aos outros o melhor que puderam durante esta provação inimaginável, provando uma vez mais que o amor ofusca o mal. Todos os concertos dos EODM estão em suspenso. Viva a música, viva a liberdade, viva a França e viva EODM"