Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

E agora o que acontecerá ao álbum de 2 milhões de dólares dos Wu-Tang Clan?

A prisão de Martin Shkreli, que havia adquirido o disco há semanas, poderá levar a um novo leilão do mesmo.

Com a notícia da prisão de Martin Shkreli, o multimilionário que inflacionou o preço de um medicamento para a sida em mais de 5000%, o mundo respirou um pouco de alívio e deu graças ao karma. No meio musical, a questão agora é saber o que acontecerá a Once Upon A Time In Shaolin, álbum dos Wu-Tang Clan cuja única cópia foi comprada por Shkreli há algumas semanas, pelo preço de 2 milhões de dólares. Robert Capers, procurador-geral dos Estados Unidos encarregue do caso, está a tentar garantir o arresto dos bens de Shkreli que tenham sido comprados com os lucros da fraude bolsista em que se envolveu. Nessa situação, Once Upon A Time In Shaolin, se tiver sido adquirido com esses lucros, seria colocado novamente em leilão. Contudo, se esse arresto não acontecer, o álbum continuará a pertencer a Martin Shkreli, que poderá fazer dele o que quiser excepto editá-lo comercialmente; os Wu-Tang Clan incluíram uma cláusula no contrato de venda que impede o adquirente de o comercializar por um prazo de 88 anos. O multimilionário poderá, inclusive, revendê-lo de forma a pagar os custos judiciais deste caso. Um grupo de fãs dos Wu-Tang Clan, que havia iniciado uma campanha no Kickstarter para comprar Once Upon A Time In Shaolin antes de Shkreli se chegar à frente, veio já dizer que caso o álbum seja revendido essa mesma campanha será reatada. A ideia deste grupo de fãs é disponibilizá-lo gratuitamente a todos aqueles que o queiram ouvir.