Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Duran Duran: 'Já não vamos à discoteca, não sabemos o que é que as pessoas estão a dançar'

John Taylor, dos Duran Duran, é um dos entrevistados da BLITZ de outubro, já nas bancas.

John Taylor, baixista dos Duran Duran, é um dos entrevistados da BLITZ 112, já nas bancas. À conversa com Nuno Galopim, o músico fala sobre Paper Gods, o disco novo dos Duran Duran, e o atual quotidiano destes veteranos da pop. Leia aqui um excerto da entrevista.

O baixista, peça-central na secção rítmica da banda, explica que o grupo faz "coisas em estúdio a que podemos chamar música de dança". Mas lembra que "no início dos anos 80 a banda tinha uma relação muito diferente com a pista de dança". E recorda: "ensaiávamos numa discoteca e apresentávamos lá a nossa música diretamente. Estávamos então muito atentos e dentro do mundo da música de dança. Hoje em dia nenhum de nós sai à noite para uma discoteca. Por isso não sabemos exatamente o que é que as pessoas estão a dançar. Vamos tentando adivinhar. Mas é verdade que gostamos de música com sentido de groove, que tenha ritmo. Esse é o nosso rock'n'roll... É o nosso ponto de partida e o lugar onde estamos por norma... Um certo funk ou techno funk pós anos 70. Batida quatro por quatro. Este é o nosso código genético". Para ler na íntegra a entrevista com John Taylor, consulte a BLITZ de outubro, já nas bancas.