Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

DJ Marfox fecha cartaz do Festival Med com lição eletrónica

O moderno som de Lisboa que anda nas bocas do mundo impôs a nota final no cartaz 2015 do festival Med, que terminou na madrugada de domingo em Loulé.

DJ Marfox foi o nome escolhido pelo festival Med para fechar a edição 2015. O estatuto não é de somenos e reflete o crescimento que este DJ tem conhecido: na passada sexta-feira liderou mais uma noite Príncipe no Music Box, em Lisboa, transmitida via internet para todo o mundo pela plataforma Boiler Room, e prepara-se igualmente para ser o responsável pela última atuação da edição deste ano do festival Bons Sons além de estar igualmente enquadrado no cartaz d'O Sol da Caparica. Edições recentes na britânica Warp e atenção constante da imprensa internacional fazem de DJ Marfox líder na imposição de um novo som eletrónico de Lisboa no panorama internacional da música de clubes. A sua contagiante mistura de techno, house, kuduro e outras tipologias africanas impôs a dança perante uma plateia significativamente diferente no espaço que se abre diante do palco Matriz. Depois da actuação dos Ferro Gaita, concerto a que DJ Marfox assistiu com toda a atenção, o público tornou-se ainda mais jovem e o Med transformou-se numa autêntica rave. Num set em que cruzou produções próprias, música de outros produtores ligados à editora Principe e temas que reflectem a atual ebulição eletrónica de Lisboa, como o impressionante "African Scream" do jovem prodígio Dotorado Pro lançado pela Enchufada dos Buraka Som Sistema, DJ Marfox arrancou para uma triunfante viagem quando já passavam alguns minutos das duas da manhã, aquecendo ainda mais uma noite já de si extremamente quente. Texto: Rui Miguel Abreu