Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Depois de criticar Spotify, Thom Yorke disponibiliza os seus discos no Apple Music

Em 2013, o vocalista dos Radiohead retirou o seu disco a solo, The Eraser, e AMOK, dos Atoms For Peace, do Spotify, Rdio e Deezer. Agora, disponibilizou-o no Apple Music.

Thom Yorke é um dos artistas cujo catálogo é possível encontrar no serviço de streaming Apple Music. A inclusão da sua obra naquela plataforma reveste-se de especial importância, uma vez que, em 2013, o britânico retirou os seus discos - The Eraser, trabalho a solo, e AMOK, do grupo Atoms For Peace - de outras plataformas de streaming, como o Spotify, Rdio e Deezer. Na altura, Thom Yorke criticou duramente o Spotify, lamentando o modelo de pagamento de royalties aos músicos lá representados, e escrevendo que "o importante é o que vem a seguir". Agora, segundo o Stereogum, os discos que Yorke retirou daqueles serviços, e que não disponibilizou no Tidal, estão no Apple Music: é esse o caso de The Eraser e AMOK, mas também de Tomorrow's Modern Boxes, nova aventura a solo de 2014, e In Rainbows, dos Radiohead. A decisão de Thom Yorke está a levar a especulações sobre os royalties pagos pela Apple aos artistas. Além do músico inglês, o Apple Music estreou-se com exclusivos de Taylor Swift e Dr. Dre, bem como lançamentos surpresa de Trent Reznor e Pharell Williams. Getty Images