Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Courtney Love apanhada nos protestos contra Uber em França

Taxistas parisienses atacaram viatura alugada da Uber, onde viajava Courtney Love. "Estava mais segura em Bagdad", escreveu a norte-americana no Twitter.

Courtney Love foi "apanhada" nos protestos dos taxistas parisienses contra o serviço Uber. A norte-americana viajava do aeroporto para a cidade quando a viatura que a transportava foi atacada pelos participantes nos protestos. No Twitter, Courtney Love lamentou a situação - os protestantes bateram no carro com barras de metal e cortaram-lhe os pneus - e contou que teve de pagar "a uns motociclistas" para a escoltarem para um lugar seguro. No Twitter, a cantora das Hole diz que um dos seus motoristas foi feito refém pelos protestantes e que as estradas foram bloqueadas pelos mesmos. "Isto é que é França? Estava mais segura em Bagdad", escreveu no Twitter, mandando ainda uma mensagem para Kanye West, que aparentemente estava, também, no aeroporto, dizendo-lhe: "Ainda voltamos para trás para nos escondermos contigo". "François Hollande, onde é que está a merda da polícia? É legal as pessoas atacarem as visitas?", indignou-se ainda Courtney Love, contando que pagou a "uns tipos de mota para nos tirarem daqui. Fui perseguida por uma multidão de taxistas que mandavam pedras, passámos por dois polícias que não fizeram nada". Segundo a BBC, os protestantes incendiaram pneus e viraram automóveis nas imediações dos aeroportos de Paris, Marselha e Aix-en-Provence, cortando ainda o acesso a algumas estações de comboio.

Também em Portugal o serviço Uber causou revolta entre os taxistas, embora sem episódios deste cariz.