Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Chris Martin, dos Coldplay, sobre atentados de Paris: 'Não quero abrir mão da esperança'

A banda inglesa lança o seu novo disco, A Head Full of Dreams, na próxima sexta-feira.

Chris Martin deu uma entrevista ao USA Today na qual reflete sobre os atentados terroristas de Paris. Quando soube dos mesmos, o britânico preparava-se para entrar em palco com os Coldplay, em Los Angeles. "Primeiro ficámos deprimidos, a pensar: para que é que vamos fazer isto? Mas depois decidimos tocar", recorda o cantor. Em vez de apresentarem canções do novo A Head Full of Dreams, que sai na sexta, os Coldplay acabaram por tocar temas mais antigos, como "Yellow" e "Fix You", e "Imagine", de John Lennon. "Como músicos, o nosso papel é dizer a verdade, para que as pessoas que estão a passar por algo semelhante se possam identificar. A 'Imagine' ia ter impacto, porque é a antítese destes acontecimentos horríveis, tal como boa parte das músicas do Bob Marley. Naquela noite, o nosso papel era tocar esse tipo de canção".

"É fácil sentirmo-nos desesperados com o estado do mundo. Se não é um atentado terrorista, é um terramoto ou um surto de uma qualquer doença. Tens duas opções: ou desistes e não fazes nada, ou queres viver de forma mais plena do que nunca". "Eu não quero abrir mão da esperança, porque isso não nos leva a lado nenhum", defende o músico de 38 anos. Getty Images