Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Brandon Flowers fala sobre o futuro dos Killers: "Precisamos de um chuto no cu"

Vocalista da banda norte-americana prepara-se para editar um segundo álbum em nome próprio.

Brandon Flowers, líder dos Killers, assumiu que a sua banda de sempre precisa de um "chuto no cu" para recuperar a vontade e "fome" de antigamente. O grupo está neste momento em hiato, com o vocalista a preparar-se para editar, a 18 de maio, The Desired Effect, o seu segundo álbum em nome próprio.

Em entrevista à Rolling Stone, Flowers falou sobre o futuro dos Killers, que não editam um álbum desde Battle Born, de 2012. "Está tudo bem", começa por dizer, "tenho falado com o Dave [Keuning, guitarrista] e há muito tempo que ele não me parecia tão entusiasmado em fazer música nova. Isso deixa-me entusiasmado a mim. Sinto que ele, quando está no seu melhor, e quando estamos todos a colaborar, é quando os Killers dão o seu melhor e é disso que precisamos".

"Já disse isto antes - penso que precisamos de um chuto no cu e espero que ele esteja aí a vir", continuou o cantor, "as coisas às vezes podem tornar-se demasiado cínicas. Tipo 'Oh, chegou o momento de nos juntarmos novamente, fazer um disco, depois ir em digressão'. Tornou-se uma espécie de máquina. Precisamos de encontrar uma forma de voltar a encontrar um pouco daquela vontade e daquela fome que tínhamos antes e não apenas olhar para as coisas como uma oportunidade de fazer mais dinheiro e fazer um disco e ir em digressão".

O músico dá depois como exemplo bandas como os U2 ou os Rolling Stones, "quando penso nos INXS ou nos U2 ou nos Stones, são essas as coisas que me vêm à cabeça. Eles sabiam o que queriam fazer e fizeram-no. Mal posso esperar pelo novo álbum dos Killers". Foto: Getty Images