Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Billy Corgan diz que Scott Weiland era 'uma das grandes vozes da nossa geração'

O líder dos Smashing Pumpkins escreveu, no seu site, um texto emocionado sobre o vocalista dos Stone Temple Pilots, desaparecido na semana passada.

Billy Corgan escreveu, no seu site, um texto sobre Scott Weiland, vocalista dos Stone Temple Pilots e Velvet Revolver que morreu no final da passada semana, aos 48 anos. Enviando os seus pêsames à família, aos amigos e aos colegas de Weiland, "que estão a sofrer com esta grande perda", o homem dos Smashing Pumpkins recordou "os raros momentos em que falámos, enquanto contemporâneos ou concorrentes (...). Pode parecer fútil, agora, mas tentava fazê-lo rir quando via que aquelas festas parvas onde nos encontrávamos (em Hollywood!) lhe estavam a causar stress". "Terá sido a minha forma de pedir desculpa por ter sido tão crítico dos STP quando a banda apareceu na cena como um foguete (...). E não só o cavalheiro era fresco e belo, como sabia cantar! E como qualquer grande ator, dava uma voz verdadeira e diferente a cada personagem que encarnava". "Foi com o seu terceiro álbum que os STP me deixaram agarrado àquela mistura de glam e pós-punk, e aí confessei ao Scott, bem como ao resto da banda, que estava errado em não reconhecer o seu brilhantismo. Tal como o Bowie, o Scott usava o seu fraseado para transportar a sua música para uma esfera sonora única e difícil de descrever". No remate, Billy Corgan afirma ainda: "Se me perguntassem quem são, para mim, as grandes vozes da nossa geração, eu diria que são ele, o Layne e Kurt".   Também Layne Staley, dos Alice in Chains, e Kurt Cobain, dos Nirvana, já perderam a vida, respetivamente a 5 de abril de 2002 e a 5 de abril de 1994.