Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Baterista dos Eagles of Death Metal quer voltar a Paris para terminar concerto no Bataclan

Julian Dorio diz estar grato a todos os que o ajudaram a fugir dos atentados. Veja o seu post emotivo no Instagram.

Julian Dorio, baterista de digressão dos Eagles of Death Metal, escreveu um post no Instagram sobre os atentados de Paris, que incluíram um gravíssimo ataque no Bataclan, durante um concerto da banda. O músico partilhou, naquela rede social, uma foto sua a acender uma vela na Catedral de Notre Dame, recordando a fatídica noite de 13 de novembro. Explicando que a plateia de Paris estava a ser "uma das mais energéticas da digressão", Julian Dorio conta que foi "mais ou menos a meio do concerto" que "o inimaginável aconteceu. O mal, absoluto e desneceesário, caiu sobre nós". "Estou mais do que grato por ter conseguido escapar da sala, mas de luto por aqueles que não conseguiram, incluindo o nosso amigo, Nick Alexander", diz, referindo-se ao membro da equipa da banda que morreu naquela noite. "Estou seguro em casa. E agora tenho uma nova família no estrangeiro. Ao Arthur, que correu para se salvar ao meu lado e, de forma altruísta, nos meteu num táxi antes de apanhar um, obrigado. Ao Fabrice, um fã que me emprestou o telefone para eu poder ligar [à minha mulher] e sossegá-la, obrigada. Para todos aqueles que, na face do mal galopante, usaram as armas da coragem, da compaixão e do amor. Vocês são os meus heróis".

O baterista agradeceu ainda a quem o tem apoiado "em casa. Estou mudado, para sempre, mas agarro-me ao amor que nos rodeia. Estou a contar os dias para poder acabar aquele concerto. Paz e amor", despede-se o músico. Pelo menos 89 pessoas morreram no ataque terrorista no Bataclan, em Paris, no passado dia 13 de novembro. Todos os membros da banda escaparam com vida, mas perderam Nick Alexander, responsável pelo seu merchandising. Foto: Instagram de Julian Dorio