Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

As últimas reedições dos Led Zeppelin chegam sexta-feira e nós dizemos-lhe o que há de novo

A campanha de reedições que Jimmy Page tem empreendido nos últimos meses chega ao fim com o relançamento dos três derradeiros álbuns da banda britânica: Presence, In Through the Out Door e Coda.

À semelhança dos cinco primeiros discos dos Led Zeppelin, reeditados ao longo do último ano, estes derradeiros capítulos da vida conjunta de Jimmy Page, Robert Plant, John Paul Jones e John Bonham foram carinhosamente remisturados pelo guitarrista e produtor, que decidiu também quais os extras a incluir em cada CD de inéditos. Para os fãs, as grandes notícias são o facto de Coda, o disco lançado após a morte do baterista John Bonham, vir acompanhado não de um, mas dois CDs de material nunca revelado. Originalmente editado em 1982, Coda era já, por natureza, uma coleção de inéditos, reunindo oito faixas previamente gravadas, entre 1970 e 1978. Agora, o último registo de estúdio dos Led Zeppelin regressa às lojas com 15 temas nunca escutados, registados entre 1968 e 1974. Gravado em 1968 nos Olympic Studios de Londres, onde Jimmy Page tem apresentado as reedições, para inclusão não concretizada no primeiro disco do quarteto, o tema "Sugar Mama" conhece, por fim, a luz do dia, a par de "Baby Come On Home", das mesmas sessões, e "St. Tristan's Sword", da "colheita" de Led Zeppelin III, de 1970. Coda será assim o único dos discos reeditados a trazer dois CDs de material inédito, ao invés de um; aqui poderemos escutar, também pela primeira vez, o resultado da viagem de Robert Plant e Jimmy Page à Índia, onde uma das mais ilustres duplas do rock tocou com a Orquestra de Bombaim. Quanto a Presence, de 1976, surgirá acompanhado por cinco remisturas, versões alternativas das canções "For Your Life", "Achilles Last Stand" e "New Orleans" e um instrumental inédito intitulado "10 Ribs & All/Carrot Pod Pod (Pod)". Por fim, In Through the Out Door, editado em 1979, pouco antes da morte de John Bonham, oferece misturas diferentes de cada faixa, por vezes com títulos diferentes. Tal como vem sucedendo até agora, os discos estarão disponíveis em vários formatos, sendo que os mais caros contam com um livro de capa dura e muitas fotos nunca vistas. Originalmente publicado na BLITZ de junho, nas bancas