Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Após 'duelo' com Apple, Taylor Swift é acusada de hipocrisia por fotógrafos

A Apple foi sensível aos argumentos de Taylor Swift e reviu a sua política de pagamento a músicos. Mas alguns fotógrafos vieram a público revelar os contratos que a cantora distribui nos seus concertos...

Taylor Swift continua na ordem do dia. Depois de elogiada por ter 'convencido' a Apple a pagar aos artistas representados na sua nova plataforma de streaming nos três primeiros meses de subscrição, a norte-americana foi acusada de "hipocrisia" por alguns fotógrafos.

Primeiro foi o fotógrafo Jason Sheldon a partilhar as condições que os repórteres de imagem têm de aceitar para fotografar os concertos de Taylor Swift; entre as várias alíneas, conta-se a proibição de vender as fotos para outros fins. Ao assinar este contrato, o fotógrafo aceita também ceder os direitos das fotos que tirou e que poderão ser usadas pela equipa de Taylor Swift a partir de então.

"Dizes na tua carta para a Apple que três meses 'é muito tempo para não se receber'. Mas não pareces ter problemas em fazer com que nos paguem apenas uma vez, impedindo-nos de ganhar pelo nosso trabalho, ao mesmo tempo que te cedemos o direito de explorar o nosso trabalho para toda a eternidade", escreve Jason Sheldon. Entretanto, o fotógrafo Joel Goodman revelou o contrato que os fotógrafos são convidados a assinar para fotografar os concertos da digressão do álbum 1989, onde uma alínea avisa que, se não cumprirem o estipulado, a equipa de segurança de Taylor Swift pode destruir as câmaras fotográficas ou outros aparelhos de registo de imagem dos repórteres. Embora Taylor Swift ainda não tenha comentado estas acusações, os seus representantes no Reino Unido garantem que, ao contrário do que aqueles fotógrafos dizem - e o contrato parece indicar -, "qualquer fotógrafo pode voltar a usar as fotos, mediante aprovação do management da artista".

"Outro equívoco é que os direitos de autor das fotografias deixam de pertencer ao fotógrafo - este acordo não retira ao autor os seus direitos, [mas] todos os artistas têm direito a proteger o uso do seu nome".