Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Antigo membro dos Owl City acusado de 'contacto sexual ilegal' com rapariga de 14 anos

Daniel Jorgensen pode ser condenado a uma pena de prisão entre 5 e 10 anos.

Daniel Jorgensen, antigo membro dos Owl City, foi acusado de ter contacto sexual com uma menor de 14 anos e de ter tentado atrair a mesma rapariga para o seu quarto de hotel e para a camioneta de digressão da banda. Segundo a Associated Press, as autoridades acusam o músico norte-americano de ter tido 'contacto sexual ilegal' com a menor numa praia, tendo depois tentado atraí-la para o seu quarto de hotel e para a camioneta da banda, com vista a ter relações sexuais, na noite de um concerto dos Owl City em Atlantic City, New Jersey, em agosto de 2013. Se for considerado culpado, Daniel Jorgensen, que tem 30 anos, pode ser condenado a uma pena de prisão entre os 5 e os 10 anos. Na altura do alegado crime, o norte-americano acompanhava os Owl City como guitarrista de digressão e como manager da banda. Jorgensen já teria visto o seu nome envolvido em boatos sobre ter o mesmo tipo de comportamento com jovens fãs do grupo, nas cidades por onde o projeto passava.  Os Owl City cessaram a sua relação profissional com Daniel Jorgensen no final de 2013, explicando que esta decisão era "necessária e adequada", tendo em conta as acusações de que o músico fora alvo.